Controlar a luminosidade, garantir mais privacidade e esconder paisagens desagradáveis são funções essenciais das cortinas. Mas essas peças também são capazes de muito mais: criar um estilo próprio, embelezar o ambiente e dar um up na decoração. Não sabe como, nem onde, usar? Descubra abaixo as dúvidas mais frequentes sobre as cortinas e como solucioná-las.

 

1. Como usar cortinas em paredes com várias janelas?

Pode-se usar várias cortinas, uma em cada janela, ou apenas uma só, cobrindo todas. Se o espaçamento entre as janelas for menor que 1 m, o ideal é optar por uma cortina única.

 

2. Que modelo é melhor para janelas duplas ou portas balcão?

O ideal é deixar 50 cm de varão a mais em cada lado. Assim consegue-se acomodar o tecido quando as portas estão abertas. Uma outra opção são os rolôs, persianas e cortinas romanas, perfeitas para quem não conta com espaço nas laterais.

 

3. Ambientes visualmente integrados, como sala de jantar e estar, devem ter cortinas iguais?

Há quem prefira repetir as cortinas, evitando estranhamento. E há quem opte por diferenças sutis, que se harmonizam. Tudo vai depender do estilo da casa. Ambientes com mix de texturas, estampas e padrões ficam lindo com cortinas diferentes, às vezes até contrastantes. Já os mais clean precisam manter a unidade.

 

 

4. Quando usar forro?

O forro protege a cortina nos locais com alta incidência de raios solares, garantindo a durabilidade dos tecidos e materiais mais sensíveis. Além disso, evita que as cortinas sujem em lugares com muita poeira ou poluição.

 

5. Qual é a altura ideal das cortinas longas?

Essa é uma escolha pessoal. Quando o tecido está arrastando no chão, a tendência é sujar mais e até rasgar. Se decidir por este estilo, mais clássico e elegante, são suficientes apenas 2 cm a mais na altura. O ideal, eleito pela maioria, é optar por cortinas que tocam levemente o piso.

 

 

6. Em que situações é possível usar cortina curta?

Na opinião dos especialistas, só em casos excepcionais. Por exemplo: quando há um móvel ou uma bancada embaixo, muito comum em quartos de bebê. Se não tiver nada sobre a janela, o ideal é que as cortinas sejam longas sempre. É muito mais elegante e dá sensação de pé-direito alto.