A ideia surgiu em pleno apagão de 2002 em que seu Alfredo, morador de Uberaba/SP, teve a brilhante ideia de utilizar garrafas pet, água, água sanitária e luz natural para criar as lâmpadas de água, que rapidamente já se espalharam pelo bairro de seu Alfredo. Suprindo a necessidade e também diminuindo a conta de luz.

E não só no Brasil as lâmpadas de água foram adotadas pela população de Malina, nas Filipinas, também viu como uma solução para a falta de energia elétrica que tomaram conhecimento por meio dos estudantes do Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

Que desenvolveu o projeto Litro de Luz (em inglês: Liter of Light) hoje em dia é destinado a levar as lâmpadas as comunidades, para saber mais sobre o projeto acesse o site: http://isanglitrongliwanag.org/, que somam o ano de 2012 com mais de um milhão de lares em toda a Ásia que usufruem da ideia originada do seu Alfredo, o pioneiro.