A Folha de São Paulo publicou recentemente uma matéria com 40 dicas de reparos e consertos que podem ser feitos por você mesmo, evitando assim gastos desnecessários com mão de obra. Afinal, ninguém cuida melhor da sua casa do que você, concorda?

 

As tarefas estão divididas por níveis: muito fácil, fácil, médio e difícil, sendo que a maioria encontra-se nos dois primeiros níveis de dificuldade.

 

Antes de começar as pequenas obras ou grandes reparos é preciso conhecer as ferramentas e aumentar a intimidade com elas.

 

 

Para não sobrecarregar você com informações neste post iremos mostrar as 20 primeiras e no post 2 com os outros 20 serviços para fazer em casa, quando necessário, e sem precisar chamar alguém.

 

1. O QUE FAZER COM PISOS ESCORREGADIOS (Muito fácil)

 

1. Em rampas e escadas de áreas externas, aplique fita antiderrapante, com intervalos iguais entre elas.
2. Para aplicar a fita, é preciso passar sobre o piso, com pincel, uma espécie de cola chamada “prime”; espere secar por cerca de cinco minutos antes de aplicar a fita, que vem em rolos; corte com estilete.
3. Existe ainda no mercado um reagente químico que pode ser usado em pisos cerâmicos, porcelanatos, mármores e granitos polidos (o site www.pisoclean.com.br lista lojas que vendem o produto).
4. Faça um teste em uma pequena parte da superfície para determinar o tempo de ação (de cinco a dez minutos); depois, com pano úmido, espalhe e deixe agir; esfregue com vassoura de cerdas macias; lave com água abundante; a secagem é rápida e não altera a aparência do piso.

 

2. PINTAR PAREDE COM TINTA ACRÍLICA (Muito fácil)

 

 

 

1. Proteja o chão e os móveis; lixe a superfície com lixa para ferro nº 150; tire o pó com pano úmido.
2. Cubra buracos com massa corrida em camadas finas; deixe secar por três horas; lixe e lave com esponja e água morna.
3. Proteja, com fita-crepe, batentes, rodapés e esquadrias; coloque a tinta em uma caixa de plástico, mergulhe um lado do rolo de lã e depois mova para frente e para trás até tirar o excesso. Remova espelhos de tomadas.
4. Pinte a parede movimentando o rolo em forma de V até completar a parede; a segunda demão deve ser aplicada quatro horas depois.

 

3. PINTAR MÓVEIS DE MADEIRA (Muito fácil)

 

1. Lixe a peça no sentido dos veios para tirar a tinta ou o verniz antigo.
2. Retire o pó e dê uma demão de fundo selador, que pode ser com tinta branca PVA; lixe mais uma vez; em madeiras porosas, após a secagem, aplique nova demão de fundo selador.
3. Esmalte sintético é um bom tipo de tinta para o material; use o rolinho para móveis de superfícies planas e trincha para peças curvas.

 

 

4. PENDURAR QUADROS (Muito fácil)

 

1. Cole fita-crepe no local do furo para proteger a pintura; marque com lápis o local; o centro do quadro deve estar de preferência na altura dos olhos.
2. Quadros pequenos podem ser fixados com pregos; para quadros maiores, use a furadeira; encaixe a bucha no buraco e bata de leve com o martelo até a bucha entrar.
3. Coloque o parafuso usando uma chave de fenda, até que ele esteja bem fixo, e então pendure o quadro.

 

5. APLICAR ADESIVO DE GELADEIRA (Muito fácil)

 

1.  Tire o fio da tomada e limpe a geladeira com pano e álcool.
2. Descole 5 cm do “liner” (película branca); ponha o adesivo no lugar desejado; retire o “liner”.
3. O adesivo fica sob o papel transparente (que é a máscara); passe a espátula do centro para as laterais para tirar o excesso de ar.
4. Com uma mão, puxe a máscara para baixo; com a outra, passe a espátula da esquerda para a direta até o fim do adesivo.

 

6. CONSERTAR PISOS DE TACOS DE MADEIRA (Fácil)

 

1. Em peças danificadas, use pó de serragem no tom do piso (se possível, leve um taco até a loja; há diversas serrarias que vendem o produto na rua do Gasômetro, na região central).
2. Misture ao pó a resina líquida até obter uma massa; usando uma espátula, cubra possíveis falhas na superfície do taco e nivele.
3. Para peças soltas, limpe a cavidade com escova de cerdas duras; passe cola à base de PVA, encaixe a peça e deixe um peso sobre ela por 24 horas.
4. Os procedimentos 1 e 2 geram poeira; isole ao máximo os locais que não fazem parte da obra; limpe com aspirador e pano seco.

 

7. COLOCAR PRATELEIRAS (Fácil)

 

 

1. A broca deve ser específica para o tipo de superfície (madeira ou concreto); em madeira não é necessária bucha para o parafuso.
2. Com a trena, meça a altura do chão até o lugar onde ficará a prateleira e marque com lápis; faça o mesmo no outro ponto de apoio, evitando que ela fique torta.
3. Pegue o suporte, que pode ser uma mão francesa, e marque os lugares dos furos; faça os furos; coloque as buchas e prenda os suportes com os parafusos.
4. Se a prateleira tiver mais de 1 m, use mais suportes; coloque a prateleira sobre os suportes e depois fixe-a com parafusos pequenos na parte de baixo.

 

8. TROCAR LÂMPADA (Muito fácil)

 

1. Desligue a chave geral.
2. Se a luz estava ligada, espere a lâmpada esfriar; desrosqueie no sentido anti-horário.
3. Rosqueie a lâmpada nova no sentido horário; religue a chave no quadro de luz e o interruptor.
4. Se ela emperrar, envolva-a em um pano, quebre-a e retire a parte de alumínio com alicate.

 

9. REMOVER PINTURAS QUE LACRARAM JANELAS (Fácil)

 

1. Forre o chão para evitar que o removedor manche o piso. O local deve estar ventilado para que o produto não seja inalado.
2. Utilize um par de luvas. Com um pano ou uma estopa, passe removedor de tinta no local e espere alguns minutos.
3. Com a ajuda de uma espátula, raspe delicadamente o restante de tinta; limpe com pano seco.

 

10. INSTALAR LUSTRE (Fácil)

 

 

1. Desligue a chave geral; descasque as pontas dos dois fios que saem da caixa de luz no teto e as pontas dos fios do lustre.
2. Passe os fios pelo furo da base da luminária; junte a ponta de um desses fios com um fio do teto; torça e passe a fita isolante; faça o mesmo com o outro fio.
3. Com dois parafusos, fixe a base que acompanha o lustre; os furos devem coincidir com os buracos da caixa de luz, instalada no teto.
4. Encaixe o lustre na base ou prenda-o com os parafusos que vêm com o produto.

 

11. FIXAR TV NA PAREDE (Fácil)

 

1. Verifique se não há tubulação nos locais onde serão instaladas as buchas; os pontos de energia e a antena devem estar próximos.
2. Monte o suporte; calcule a altura na parede e marque com um lápis os locais onde serão feitos os furos; faça os furos com furadeira e fixe o suporte.
3. Por fim, encaixe a televisão.

 

12. COMO RETIRAR MOFO (Fácil)

 

1. Mofo é indicativo de umidade; retire-o em dias secos, pois será necessário ventilar o local.
2. Esfregue o local com pano umedecido em mistura de água e vinagre (proporção de 1 para 1), que combate o fungo; em azulejo, limpe com água e cloro (proporção de 10 para 1); deixe 5 minutos e enxague.
3. Se o bolor estragou a pintura, remova com lixa; lave com solução de água e água sanitária (proporção de 1 para 1) ou água e cloro (de 10 para 1).
4. Aplique, com pincel ou trincha, selador antibactericida; após secar, aplique uma segunda demão; espere 24 horas para pintar a parede.

 

13. APLICAR PAPEL DE PAREDE (Médio)

 

 

1. O papel de parede deve ser aplicado na vertical em superfícies lisas e secas; a cola em pó utilizada para fixar o revestimento não tem cheiro e deve ser diluída em água; para prepará-la, é só seguir as instruções da embalagem.
2. Corte o papel a partir da medida do pé-direito. Deixe 10 cm a mais para sobrar 5 cm no teto e 5 cm no rodapé; recorte o papel; se for estampado, atenção: a partir da segunda faixa será preciso igualar o desenho (recorte a sobra com estilete).
3. Com rolo de pintura, passe cola em todo o papel e dobre-o com a cola para fora, para não grudar; aplique o papel na parede a partir do teto, lembrando-se de deixar uma sobra de 5 cm para o corte; passe uma escova para melhor fixação, do centro para os lados. Recorte as sobras com o estilete. Manchas de cola podem ser removidas com uma esponja.

 

14. LAQUEAR MÓVEIS DE MADEIRA (Médio)

 

1. Limpe a peça com solução desengraxante; lixe com lixa nº 80 e limpe com pano seco; aplique massa de plástico nas irregularidades; espere secar e lixe com lixa nº 280
2. Forre o piso e, com pistola, aplique o fundo branco (prime nitrocelulose diluído na proporção de 40% com thinner); aplique demãos cruzadas, na vertical e na horizontal
3. Espere uma hora e lixe com lixa nº 280; aplique mais uma demão, espere secar; lixe novamente e aplique a última demão

 

15. APLICAR REJUNTE (Fácil)

 

1. Se você é iniciante, prefira o rejunte de cimento, que vem nas opções lixada (para fendas com mais de 3 mm) e não lixada (para fendas maiores de 3 mm); para azulejos, o melhor é o rejunte epóxi, porém mais caro e mais resistente à água.
2. É preciso misturar o produto com água, na proporção descrita na embalagem; faça isso até obter uma massa homogênea; epóxi é preparado com solvente.
3. Umedeça as juntas. Aplique passando a desempenadeira sobre elas; remova o excesso com a própria desempenadeira e espere 20 minutos; limpe com esponja e água morna.

 

16. TROCAR VIDRAÇAS QUEBRADAS (Fácil)

 

1. Aplique fita-crepe em todo o resto da vidraça; dê leves pancadas no vidro, começando pelas extremidades.
2. Retire os cacos; faça a limpeza do local com uma escova e uma espátula, removendo pequenos cacos e toda a massa antiga.
3. Caso a janela seja de madeira, aplique óleo de linhaça para evitar que a nova massa seque e trinque.
4. Meça a esquadria, lembrando que o vidro deve ser um pouco menor (cerca de 2 mm) que a abertura para permitir a dilatação.
5. Instale o novo vidro usando massa de vidraceiro; pressione com força; use uma espátula para espalhar a massa ao longo da junta e retirar o excesso.

 

17. TROCAR PISO DE CERÂMICA (Médio)

 

1. Retire com a talhadeira o rejunte em volta da peça danificada; risque um “X” com o lápis sobre a peça.
2. Bata no centro do “X” com punção e martelo; retire os cacos e pedaços soltos da argamassa de assentamento.
3. Aplique cimento colante ou cola branca de látex e cole a nova peça; aguarde duas horas e rejunte; espere 24 horas para pisar ali.

 

18. INSTALAR RODAPÉ (Médio)

 

1. Faça um modelo cortando, com serra elétrica, um pedaço de 5 cm do rodapé; dentro da canaleta atrás da peça, fure com a furadeira.
2. Coloque a peça onde será fixado o rodapé e marque com lápis o lugar do furo na parede; fure com broca de 6 mm. Coloque a bucha “T” no furo e introduza um prego sem cabeça de tamanho 13 x 18 para firmá-la; utilize uma bucha a cada 50 cm de instalação.
3. Passe silicone na parte superior traseira do rodapé e na junção da bucha; encaixe as peças, pressionando bem.
4. Para o acabamento na junção de barras, use massa niveladora na cor branca; limpe o excesso com um pano úmido; os rodapés já vêm com acabamento, mas é possível pintá-los com tinta sintética ou acrílica.

 

19. FIXAR VASOS SANITÁRIOS SOLTOS (Fácil)

 

1. Remova o rejunte; instale um anel de vedação sob o vaso para evitar mal cheiro e vazamento.
2. Com chave de boca aperte o parafuso do acabamento até ele se encostar ao vaso.
3. Apoie as mão no vaso e force-o levemente; se a peça ainda se mexe, aperte mais o parafuso até que a peça esteja firme.
4. Finalize com rejunte em volta da louça sanitária (tópico 15).

 

20. FAZER PINTURA COM EFEITO AVELUDADO (Fácil)

 

1. Escolha duas tonalidades de tinta, uma delas dois tons acima da que será usada como base.
2. Separe a tinta mais clara para a base; dilua-a em 15% de aguarrás.
3. Use o rolo de lã na vertical e passe a tinta de cima para baixo em toda a parede; deixe secar a primeira demão por seis horas.
4. Dilua a segunda tinta, em 20%; aplique como no procedimento três e retire o excesso com pano seco; umedeça um pano e pressione-o leve e aleatoriamente contra a tinta molhada.

 

Para por a mão na massa e economizando o gasto com a mão de obra e através dos itens de construção que estão com ofertas especiais na Cassol Centerlar.