Os quadros não seguem uma regra para pendurá-los, mas sim um equilíbrio, deve-se  levar em conta todas as interferências que já existem no local. Também prestar atenção no projeto que se tem em mente, pois pode ser a estrela e ponto focal da parede ou simplesmente contracenar com outras peças do mobiliário: pendurado próximo a outros elementos, apoiado no chão ou em aparadores.

 

 

Os quadros ficam mais elegantes quando estão da linha dos olhos para baixo, mas, novamente, deve-se estar atento ao conjunto e aos elementos ao redor. Antes de começar, tenha em mãos uma furadeira, buchas, parafusos (de preferência, todos número 6), lápis, trena, fita crepe e jornal.

 

O portal UOL ainda completa que para evitar muita sujeira no local, use um envelope de papel, ou improvise um pacotinho com jornal, e cole-o na parede com fita crepe logo abaixo do local do furo. Também suja, mas muito menos, é mais fácil do que ficar com o aspirador ligado durante a perfuração e você ainda pode fazer tudo sozinho, sem a ajuda de ninguém. E cuidado com os canos. Dê uma olhada no projeto de hidráulica antes, se puder. Fique atento em relação à altura, o eixo do quadro (linha imaginária que o divide ao meio) deve estar a 1,60 m do piso. Essa é a altura dos olhos de uma pessoa de estatura média. Em geral, quadros altos demais deixam qualquer parede um desastre.

 

 

Mas se você que usar a  forma clássica de organizar os quadros siga alguns passos:

1. Obras de arte de maior importância devem ocupar local de destaque, de preferência uma parede vazia, se essa obra tiver um bom tamanho;
2. Quadros atrás do sofá devem ficar centralizados e com o eixo a uma altura de 1,60 m, porém a pelos menos 25 cm do topo do móvel;
3. Obras pequenas devem ser agrupadas e organizadas em uma só parede. O ideal é criar um eixo e montá-las respeitando determinado critério;
4. Sobre um aparador, deixe pelo menos 20 cm de altura entre o quadro e o móvel.

 

Um bom truque para organizar vários quadros em uma parede é fazer moldes do mesmo tamanho em jornal ou papel. Coloque algumas fitas no verso e espalhe pelo plano onde as obras serão instaladas. Se não gostar, tente organizar mais uma vez. Depois de escolher a melhor posição para cada moldura, comece a furar nos locais onde os quadros de verdade serão montados.

 

 

Outra forma de organizar sua coleção de arte é sobre uma prateleira estreita na sala, que deve estar a 1 m do piso. O bacana é que você pode reordenar as peças sem fazer sujeira. E sempre há um espacinho para uma obra nova. Não tenha medo de misturar molduras, estilos e tamanhos. Quadros não precisam combinar entre si. Uma coleção de arte em uma sala, por mais modesta que seja, dá personalidade e charme ao lar. As obras precisam ser escolhidas pela afinidade e valor sentimental dos moradores, não exclusivamente pela função estética na decoração.

 

Imagem: UOL Casa e Imóveis.