A Caixa Econômica Federal anunciou no dia 23 de julho, a redução das taxas de juros e a ampliação do prazo do Construcard -linha de financiamento de materiais de construção. As alterações no produto fazem parte do Programa CAIXA Melhor Crédito, que tem como principais pilares oferecer as melhores taxas do mercado e facilitar o acesso ao crédito.

 

Com a nova redução, a taxa mínima do Construcard passa de 1,96% a.m para 1,40% a.m, e a máxima, de 2,35% a.m para 1,85% a.m, dependendo do prazo escolhido pelo cliente. Antes limitado a 60 meses, o prazo de pagamento do produto foi estendido para até 96 meses, podendo o cliente optar por ter seis meses de carência para execução da obras.

 

Como funciona:

 

A linha de crédito Construcard é disponibilizada por meio de um cartão magnético exclusivo para utilização em lojas de materiais de construção conveniadas. Além da compra de material de construção em geral, o Construcard também se destina à aquisição de móveis embutidos e sistemas de aquecimento solar. Hoje, já são mais de 65 mil pontos comerciais conveniados em todo o Brasil.
Para se tornar cliente e ter acesso ao financiamento, basta se dirigir a uma das agências da CAIXA, e apresentar documentos pessoais (RG, CPF, comprovantes de endereço e de renda) para avaliação cadastral. Não há limite máximo para o valor do financiamento, que dependerá da capacidade de pagamento mensal do cliente. Para clientes da CAIXA, em muitos casos o limite já pode estar pré-aprovado, bastando fazer a opção pela contratação com o gerente.

 

Nos últimos cinco anos, o Construcard beneficiou mais de 1,2 milhão de famílias, com volume de financiamentos de cerca de R$15 bilhões neste período. Para este ano, a Caixa ainda dispõe de R$ 5 bilhões para esta linha de crédito.

 

Os interessados devem se dirigir a uma das agências da Caixa, e apresentar documentos pessoais (RG, CPF, comprovantes de endereço e de renda) para avaliação. Não há limite máximo para o valor do financiamento, o que vai depender da capacidade do pagamento mensal do cliente. Para quem já é cliente da Caixa, o limite já pode estar pré-aprovado, bastando fazer a opção pela contratação com o gerente.

 

 

 

Correio do Povo